Restaurando o tabernáculo perfeito


Amós 9.11

“Naquele dia tornarei a levantar o Tabernáculo de Davi, que está caído, e repararei as suas brechas, e tornarei a levantar as suas ruínas, e as reedificarei como nos dias antigos.”


Quando olhamos a estrutura do Tabernáculo de Davi, chego a ficar impressionado pelo motivo que Deus queria edificar aquele Tabernáculo, ou melhor, uma tenda no meio da cidade de Jerusalém. Para entendermos melhor precisamos conhecer a historia desde o começo. Em I Samuel 4 à 5 relata que a arca da Aliança é roubada e Israel e levada para a Filístia, aonde seus filhos e guerreiros colocam a arca dentro do templo de Dagon (deus dos filisteus). Aonde o deus dos filisteus cai diante da presença da arca da Aliança e através da manifestação do poder de Deus e o mal causado para o povo eles resolvem devolver para os seus donos.
Mas o Tabernáculo que Davi fez tinha uma coisa, diferente dos outros que já existiu não tinham. Para isso precisamos entender algumas coisas.

1 - FORMAÇÃO DO TABERNACULO DE DAVI.


a) Uma tenda no meio de Jerusalém II Sm. 6.17

“Introduziram, pois a arca do Senhor, e a puseram no seu lugar, no meio da tenda que Davi lhe armará; e Davi ofereceu holocausto e ofertas pacíficas perante o Senhor.”
Uma estrutura simples mas, que foi muito aceita por Deus,, deve o menor período entre todos os Templos construídos para a adoração ao Deus vivo. E o que foi mais aceito pelo mesmo. E difícil de entender que devido a simples estrutura ou melhor a falta de estrutura já que era apena uma simples tenda no meio da cidade, tinha um fator que todos os outros não tinham.

b) Não tinha muro facilitava a visão do homem ver a presença de Deus simbolizada na arca da aliança. Tinha muros humanos durante 24 horas por dia (I Cr 25) A maior vontade de Deus era que o seu povo pode ver a sua presença mesmo sendo um objeto que simbolizava a sua presença, estar no meio do povo de Israel era muito importante para Ele já que outrora a comunhão entre homem e Deus foi corrompida por causa do pecado de Adão (Gn. 3)

c) Muros movidos a adoração do levitas
Continuando a passagem de I Cr. 25 vemos que os músicos levitas, porteiros, cantores foram divididos cada um para uma hora do dia sendo assim que o Templo de Davi tinha adoração há Deus 24 horas por dia. O templo de Davi tinha dois fatores comuns que Deus primeiro gostava da adoração 24 horas por dia como existe no céu (Is. 6). Segundo a comunhão que Deus tinha com o homem, ate a queda de Adão e expulsão do Jardim do Edén.

d) A presença de Deus no meio do povo de Israel.
A presença de Deus no meio do seu povo era um desejo dele, desde o tempo de Abraão ele, escolheu a nação de Israel para ser o seu filho. Deus entregou o seu único filho por amor ao povo de Israel, mas devido há falta de comunhão com Deus, ou melhor, não querer aceitar a ser diferente de todos os povos da terra. Em João está escrito que Ele (Jesus) veio para os seus mais os seus (o povo judeu) não o receberam.

2 - O TABERNACULO ESCOLHIDO POR DEUS.


Podemos analisar os três Tabernáculos, encontramos diferenças e poderemos encontrar a resposta da aceitação de Tabernáculo de Davi.


1 - O Tabernáculo de Moises um simbolismo da vinda de Cristo em cada um de seus itens. Feito de coisas simples e valiosas, mistura perfeita para Deus. Havia sacrifícios de animais para remissão de pecados, o sacrifício do cordeiro era a grande promessa da vinda de Cristo para os judeus.
2 - O Tabernáculo de Salomão a perfeição da mão humana em templos construídos para adoração de Deus foi feito do melhor que podia ser feito não época. Era mui luxuoso, a primeira casa, construída para Deus na terra. Símbolo de uma aliança feita com Salomão, do seu sucessor assumiria o trono depois dele. A igreja como se encontra em muitos casos nos dias de hoje templos luxuosos e ao mesmo tempo vazio da presença de Deus, e certo que ao ser inaugurado o templo a gloria do Senhor encheu todo o templo, sim e verdade mas devido a adoração ser verdadeira e sincera diante de Deus, mas que com o passar dos anos a igreja perdeu se contaminou com as coisas que Deus não se agrada.
A oração de Salomão já falava da possibilidade do povo rebelar-se contra Deus e sair da terra e fosse levado em cativeiro a outras terras. E quando o povo orando em direção ao templo Deus escutaria e responderia as suas orações. (I Rs. 8 20 -35)
3 - O Tabernáculo de Davi era feito de forma simples sem nenhuma forma valiosa, nem luxo algum, mas tinha a diferença entre os Tabernáculo de Moisés e o de Salomão, a presença do Senhor no meio do povo de Deus, isso que faltava, nos outros dois não por causa da vontade de Deus mas, porque os seus sacerdotes se rebelaram contra Deus, esqueceram da sua vocação não muito diferente de hoje em dia, aonde muito trocaram Deus pelas suas próprias vontades.

3 - TABERNACULO DESTRUIDO.


“Naquele dia tornarei a levantar o Tabernáculo caído de Davi, e repararei as suas brechas, e tornarei a levantar as suas ruínas, e o edificarei como nos dias da antiguidade;”


Fazendo um analise em todo o versículo podemos, ver e analisar coisas muitos importante para os dias de hoje.

Tornarei a levantar - O versículo e interessante e o único templo que Deus faz questão de levantar. O Senhor poderia ter escolhido o de Moises aliás que deu as dimensões e todos as normas foi o próprio Deus, mas o de Moisés o tempo dele havia terminado, era uma simbologia para o maior e mais importante plano de Deus o plano da salvação.
O templo de Salomão esta destruído, o povo de Israel deixou a adoração continuo ao Senhor e se deixou contaminar com os deuses dos povos da terra e por isso Israel estava em plena decadência espiritual e política.



O Tabernáculo caído de Davi – O Tabernáculo tinha uma estrutura muito simples um lençol cobrindo a parte de cima da arca e quatro colunas segurando a tenda. O Tabernáculo era o mais fácil de ser destruído, mas Deus não estava preocupado com a estrutura do Tabernáculo o que agradava a Deus era a adoração continua dos levitas.

Durante todo o tempo quem passasse pelas ruas de Jerusalém poderia contemplar a Arca da Aliança, ser impactado pelo Deus de Israel.

Repararei as suas brechas – Ora o Tabernáculo de Davi não tinha paredes para ter brechas, o Tabernáculo de Davi tinha a coisa mais importante para Deus. A brecha da adoração contínua dos levitas nas 24 horas por dia para adorar o nome do Senhor.
Desde a queda de Lúcifer do céu a adoração no céu não era mais a mesma (Ez. 28.12-18). O povo de Deus tinha parado adoração e não tinha encontrado formas para voltar à adoração, precisava de um impacto alguém que mudasse a rotina e leva-se a verdadeira adoração a Israel.

Tornarei a levantar as suas ruínas – Deus levantou as ruínas do Tabernáculo quando Cristo morreu na cruz. Cristo o Tabernáculo perfeito. O Tabernáculo de Davi era diferente do Tabernáculo original, mas seguia ao plano de Deus para a salvação da humanidade. E hoje em dia o Senhor volta a levantar o templo de Davi, vidas estão se levantando para buscar a face de Deus, em uma comunhão com Deus nunca vista, desde o tempo dos apóstolos.



E o edificarei como nos dias da antiguidade – E interessante essa passagem na atualizada diz que reedificarei, ora se vai ser reedificada e por que outrora foi destruída e na corrigida diz que edificarei aquilo que se edifica e que outrora não existia antes. Vendo essa duas linguagens, diferente podemos chegar a uma conclusão. Deus não vai seguir o modelo de Davi, mas, vai edificar um altar de adoração a Ele, Deus está reedificando a adoração perdida há muito tempo a adoração continua. O que mais interessa para Deus e ver o seu povo o adorando.


Conclusão:


Deus nos chama hoje para nos fugirmos da forma tradicional que por anos fomos ensinados e buscar uma adoração profunda cheia de intimidade, cheia de fome e cheia de sede da presença de Deus. Busquemos ao Senhor enquanto ainda Ele pode ser acha, ajudemos a Deus edificar o templo de Davi, o templo da adoração verdadeira.





3 comentários

rene alvarez disse...

Esse reedificar está se referindo ao Reino de Deus..que é o nosso espirito. Temos agora a morada de Deus reedificada..ou o Seu Reino que é nosso espirito.

rene alvarez disse...

Esse reedificar está se referindo ao Reino de Deus..que é o nosso espirito. Temos agora a morada de Deus reedificada..ou o Seu Reino que é nosso espirito.

Andre Lins disse...

Amem Rene Obrigado pela sua participação.
Blog atualizado todas as semanas

Tecnologia do Blogger.